Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘receitas’

Resolvi fazer uma versão mais natural dos famosos iogurtes petit suisse e super deu certo. Aviso, de antemão, que o sabor não fica igual ao dos industrualizados. Na verdade, pra mim fica é bem melhor, mas isso é questão de paladar. As crianças daqui aprovaram.
O negócio pode se suceder de duas formas, pra começar a ‘fabricação’…
Primeiro você pega 1L de leite orgânico integral e ferve. Deixa amornar (aproximadamente 40°C) e…

OPÇÃO 1) Mistura 1/2 copo de iogurte natural (sim, daquele de potinho que não tem nem açúcar, pra fazer pela primeira vez, mas dê preferência se for orgânico também). Coloca em um recipiente com tampa, fecha, embrulha bem com um pano grosso e deixa repousar dentro do forno (DESLIGADO) por 6 horas. (OBS.: Fica no forno por ser um lugar seco e livre de bruscas temperaturas.)

OPÇÃO 2) Mistura fermento lácteo próprio pra fazer iogurte caseiro, seguindo a quantidade recomendada pelo fabricante. Após 8h fica cremoso e você vai coar, mexendo cuidadosamente, pra não esmagar os lactobacilos que ficarão na peneira. Você pode lavar em água corrente estes lactobacilos e colocar em outra porção de leite e assim dar continuidade na formação de mais iogurte.

Iogurte feito, vamos fazer a base do nosso petit suisse. Eis aqui outra etapa onde você não tem muito o que fazer… Você vai pegar um pano limpinho, de preferência que tenha sido lavado com sabão neutro, sem qualquer resquício de produto químico. (O que uso aqui pra este fim eu dou uma fervida depois de lavado, e enxaguo beeeeem.) Forra uma vasilha com este pano e despeja o iogurte. Aí você vai fechar tipo uma trouxinha, com cuidado pra não sair pelos lados, e pendurar com a vasilha embaixo pra escorrer todo o soro. Eu uso uma colher de pau como suporte aí… Deixa ele assim quietinho por 6 horas.
Enquanto isso, você vai pegar 1 caixa de morangos orgânicos, lavar os danadinhos bem lavados, tirar as folhinhas, picar e colocar numa panela com 3 colheres (sopa) de açúcar orgânico e 1 xícara de água. Cozinha eles até que a água seque e vai formar uma calda rala. Reserva esfriando, enquanto seu iogurte escorre.
Quando o iogurte parar de pingar, é hora de juntar a pasta que formou com os morangos em calda e bater no liquidificador pra uniformizar. Se achar que precisa adoçar mais, adiciona aos poucos açúcar orgânico até chegar no ponto de doçura desejado.
Se você não curtir as sementinhas, pode passar numa peneira antes de levar pra geladeira. Se gostar de pedacinhos, pode separar umas 2 colheres dos morango picados em calda e misturar depois no iogurte já batido. Aí é tudo uma questão de gosto mesmo. Dá pra fazer o mesmo processo com qualquer fruta.
Aí é só deixar gelar e ser feliz! 🙂

Servidos?

Read Full Post »

Vamos brincar de cozinhar, de nooooooooovo?

Domingo passado fiz um assado que ficou tão bom, mas tão bom, mas tão bom… Que eu, sabendo que a coisa daria certo, fiz até fotos do passo-a-passo. Foi meio invenção minha, não segui receita alguma. Então, vamos ver como faremos pra explicar a “receita”.

Primeiro, fiz uma farofa bem temperadinha (manteiga, sal e azeitonas). Delícia!

Daí abri uma peça bem bonita de filé como se fosse uma manta e temperei com alho, sal, louro, cebola, pimenta e salsa desidratada. Eu macerei estes temperos no pilão antes de esfregar na carne, e temperei dos dois lados. Daí coloquei farofa no centro e fiz um rolo com ela. Amarrei (Por favor, usei um barbante fininho, mas era de ALGODÃO. Não me vão usar poliéster que vai derreter e acabar com sua receita…) e deixei lá, com temperos por cima, coberta com papel filme pro tempero pegar direitinho.:

Deixei a bichinha de castigo por um tempo, enquanto eu preparava um molho de tomate. Então aqueci bem uma panela, e fui selar a carne.

Feito. Lavei umas batatas beeeeeeem lavadas e fatiei com casca. Fica dotoso quando assa assim… E espalhei na assadeira, com os temperinhos que estavam sobre a carne, por cima delas.

Sabem aquele molho de tomate que eu falei? Ele vem agora…

Gostou? Não… Espera que agora chegou o golpe de misericórdia:

Cervejinhaaaa!!!! Gente, isso fica bom! E evapora tudo… As crianças podem comer também, tá?

Bem, na falta do que fazer, cobri com papel alumínio e levei ao forno, que já estava super quente. Baixei a temperatura pra 180º e assei por 50 minutos. Tirei do forno, virei o lado da carne, cobri de volta e deixei mais 30 minutos. Novamente, tirei do forno, tirei o papel alumínio, e deixei mais 20 minutos pra dar uma secada básica no molho. Ficou assim:

Cortei o barbante, fatiei a carne…

Olha a farofinha... 😀

Servi com as batatas separadas do lado da carne e o molho à parte. Comemos com o restante da farofa e arroz. Ficou delicioso e não sobrou nadica de nada…

E aí? É ou não um almoção com cara de domingão em família?

Beijos e bom fim de semana pra todos vocês! 😀

Read Full Post »

Queria postar uma receita, mas cadê decidir? Então, pela votação da maioria via Facebook e Twitter, venceu: prato salgado e de forno. A de hoje é a minha tortinha de carne especial.

Gosto de fazer umas tortinhas salgadas com “o que tiver” de recheio, tanto quanto gosto de inventar e variar a massa. A que mais deu certo até hoje, e maridón vira e mexe pede pra fazer de novo, é a que vou passar pra vocês agora. A receita serve muito bem três pessoas, e tem leite de coco na massa.

A coisa toda fica mais ou menos assim assim:

E a gente faz desse jeito…

INGREDIENTES
Massa:
8 colheres (sopa) cheias de farinha de trigo
2 ovos
200ml de leite de coco
100ml de água
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
3 colheres (sopa) de salsinha picada
1 colher (cafezinho) de açafrão
sal a gosto

Recheio:
300g de carne moída
1/2 xícara de água
1/2 xícara de milho verde
1/2 xícara de ervilha
1/2 xícara de azeitona picada
1 colher (sopa) de salsa picada
2 colheres (sopa) de cebola picada
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 colher (chá) rasa de páprica doce
sal a gosto
Fatias de mozzarella a gosto (usei o suficiente para cobrir a carne)

PREPARO
Recheio:
Refogue a carne com o azeite, o sal e a páprica. Quando começar a soltar água, adicione todos os outros ingredientes e deixe cozinhando em panela semi tampada, com fogo médio, até secar toda a água. Reserve.

Massa:
Na batedeira ou à mão, misture todos os ingredientes.

Montagem:
Numa forma pequena untada e enfarinhada, despeje metade da massa.
Despeje o recheio e cubra com a mozzarella.
Cubra com o restante da massa.
Se desejar, salpique parmesão ralado por cima da massa.
Leve para passar em forno médio pré-aquecido, até soltar um pouco dos lados ou, até que, enfiando o garfo no centro, este saia limpo.

Tem até fotos do passo-a-passo, hoje. (Oi, Duda!)

Bon appetit!

————————————–

UPDATE: Não tinha carne e eu quis fazer essa tortinha da almoço. Troquei a carne por atum, e no lugar de salpicar queijo, usei gergelim. Ficou bonita assim ó:


Read Full Post »

Domingão… Vamos fazer um docinho, pra alegrar a semana que começa amanhã?? Este Pavê Capuccino é tudo de bom nessa vida. Tá, é calórico… Mas não precisam sair comendo a travessa inteira. 😛

Vamos a ele!

INGREDIENTES

Fundo

200g de biscoito champagne

1 xícara de café bem forte

1/2 xícara de licor de café

Creme 1

2 ovos (claras em neve e gemas separadas)

1 lata de leite condensado

1 lata de leite integral

3 colheres (chá) rasas de amido de milho

1 xícara (chá) de iogurte natural

Creme 2

2 ovos (claras em neve e gemas separadas)

1 lata de leite condensado

1 lata de leite integral

3 colheres (chá) rasas de amido de milho

1 xícara (chá) de iogurte natural

2 colheres (sopa) bem cheias de cacau em pó

Para decorar

Marshmallow (ou chantilly)

Chocolate granulado (ou canela)

PREPARO

Fundo

Coloque os biscoitos em um refratário até cobrir o fundo (OBS: Eu gosto de fazer uma camada de biscoitos inteiros, e cubro os espaços vazios com os biscoitos que restam triturados.)

Misture o café e o licor e molhe os biscoitos com a mistura. Reserve.

Creme 1

1) Junte o leite e o leite condensado e leve ao fogo até levantar fervura. Reserve.

2) Bata as gemas e o amido. Depois que estiver uma farofa, adicione aos poucos, enquanto bate, o leite fervendo. Quando estiver uniforme, volte ao fogo, mexendo sempre, até formar um creme.

3) Volte à batedeira e adicione o iogurte e bata até uniformizar.

4) Por último, coloque as claras em neve, e misture delicadamente até uniformizar.

Cubra os biscoitos com este creme.

Creme 2

Mesmo procedimento do creme 1. O cacau em pó vai no passo 2, com as gemas e o amido. Coloque sobre o outro creme e leve ao congelador para firmar.

Decoração

A decoração é ao gosto de cada um. Pode esperar firmar totalmente e decorar com chantilly e canela.

Neste da foto, deixei apenas 2 horas no congelador, então coloquei pequenas porções do marshmallow espalhadas e fiz o mesclado com um garfo. Por cima, granulado de chocolate. Depois é só deixar firmar bem no congelador e se deliciar.

Bom domingo e bon appetit!

Read Full Post »

E vamos brincar de compartilhar receitinhas? Inspirada na fofa da Bia Francisco, resolvi voltar a transportar receitas que tenho no Orkut para cá. A primeira foi o Talharim com Alho-Poró ao Forno. Lembram?

A receita do dia é um Cassoulet à minha moda. Num dia que estava morrendo de vontade de comer cassoulet, olhei umas receitas e nada me agradou 100%, então adaptei e fiz como achei que ia gostar. E gostei… Como eu gostei! Maridón, nesse dia, comeu com arroz e eu comi purinho. Um prato lindo de cassoulet, bem assim:

Com direito a fumacinha saindo e tudo... Nham!

E foi assim que a coisa se deu…

Peguei 500g de feijão branco, lavei bem lavadinho e coloquei de molho em água filtrada de manhã, logo cedo. Por volta das 11h, bati no liquidificador 1 cebola roxa média, cerca de 1 xícara de cheiro verde e 1 tomate grande, madurinho, sem pele e sem sementes. Despejei a mistura na panela de pressão junto com o feijão (que foi colocado na mesma água que ficou de molho) e ainda adicionei 1 colher (sopa) de páprica doce (pra dar uma corzinha a mais), 1 colher (café) de alho picado, sal a gosto, pimenta branca a gosto. Levei a panela ao fogo alto, esperei pegar pressão, abaixei o fogo pro fogo médio, e deixei cozinhar por meia hora.

Daí eu cortei 2 peças pequenas de paio e tirei aquela pele em volta (que eu não gosto). Tirei a pressão da panela e o feijão estava quase que totalmente cozido, mas pedindo mais água (quanto bastasse), pra deixar aquele caldo gostoso. Adicionei o paio cortado, e deixei cozinhar por mais 20 minutos, com a panela aberta.

E então? Difícil? Fácil e delicioso! Recomendo…

Bon Appetit!!

Read Full Post »

Eu fiz uma coisa. Uma coisa bacana… Tem haver com comida.

Estou doida pra mostrar aqui, mas ainda não tive confirmação para saber se deu mesmo certo. Ô agonia, meu Deus!

 

Espera…

Espera…

Espera…

Read Full Post »

Cá estou dando continuidade à missão de compartilhar aqui no blog, coisas que eu faço (E muito bem, obrigada!), mas que só mostrava fora daqui. No Orkut, por exemplo, tem um monte de receitas minhas, na comunidade Culinária-Receitas, do culinarista (e amigo querido) Mauro Rebelo. No momento, já totalizam 34 receitas. Quem tem Orkut, pode clicar aqui.

E neste fim de semana prolongado muita gente vai preferir ficar em casa. Bate aqueeela preguicinha de fazer comida, né? Mas que tal esquecer a loucura dos shoppings/restaurantes/afins e fazer uma comidinha gostosa, simples de fazer e nutritiva para deixar a alma mais alegrinha? Ou, como diria o mestre-guru-garoto-maravilha-salve-salve Jamie Oliver, uma comidinha reconfortante.

Esta receita foi uma invenção minha, e ficou tãããão gostosa. Não tem complicação nenhuma para fazer. A única recomendação que faço, aos principiantes, é lavar muito bem o alho-poró DEPOIS de cortar, porque muitas vezes ele fica com uma terrinha entre as folhas, que são sai na lavagem com ele inteiro. Assim, vamos ao nosso…

 

Talharim com alho-poró ao forno

INGREDIENTES:
1/2 pacote de talharim
4 alhos-porós médios picadinhos (Se puderem, usem o orgânico… é outro sabor. Muito bom!)
1/2 xícara (chá) de água
2 cubos de caldo de legumes light (Aquele famoso, que não tem gordura)
1 colher (sopa) de manteiga (Quem quiser pode usar margarina, mas eu tenho PAVOR a esse negócio… Acho preferível trocar a manteiga por azeite extra-virgem, porque margarina é veneno puro.)
1/2 cebola média em tiras fininhas
2 e 1/2 xícaras (chá) de leite desnatado
1 colher (sopa) rasa de amido de milho
100g (meia caixa) de creme de leite light
1/2 xícara de muçarela picada (opcional)

PREPARO:
1) Cozinhe o talharim em água fervente por apenas 5 minutos (metade do tempo de cozimento ‘al dente’). Escorra, resfrie lavando em água fria, despeje num refratário e reserve.
2) Leve ao fogo o alho-poró, a manteiga, a água, a manteiga, a cebola e o caldo de legumes. Misture bem até dissolver o caldo de legumes e deixe cozinhar por 5 minutos. Desligue e espere parar de borbulhar.
3) Dissolva o amido no leite e despeje sobre o alho-poró. Leve novamente ao fogo até engrossar e desligue o fogo.
4) Adicione o creme de leite, misture bem e despeje sobre o talharim.
5) Salpique a muçarela por cima e leve ao forno (pré-aquecido a 180o) por 25 minutos.

 

Olha o passo-a-passo:

 

 

Vai um pratinho aí??

Bon appétit!

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: